Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

.

Área de Radiologia é premiada na XXI JABRO Destaque

Área de Radiologia é premiada na XXI JABRO

Área de Radiologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp tem atuação destacada na XXI JABRO - Jornada da Associação Brasileira de Radiologia Odontológica que aconteceu entre os dias 17 e 19 de agosto, em Curitiba. A jornada é o principal evento anual da Radiologia Odontológica no Brasil. O trabalho apresentado pela mestranda Larissa Moreira de Souza, orientado pelos professores: Francisco Haiter Neto e Francisco Carlos Groppo, ficou em primeiro lugar na categoria Pesquisa Científica - Painel Eletrônico. Já o trabalho desenvolvido pela Professora Visitante Anne Caroline Costa Oenning, ficou em primeiro lugar na categoria Apresentação Oral.

20170819 204631 01

O trabalho apresentado por Larissa fala sobre uma estrutura anatômica complexa que faz parte do crânio, o seio esfenoidal. Esse seio, assim como os outros seios que compõem o crânio, é uma cavidade preenchida por ar que tem como algumas funções: reduzir o peso do crânio, adequar a temperatura do ar e dar características individuais à voz. “É um tema pouco explorado em pesquisas. Pouco se sabe sobre o seio esfenoidal. Além disso, devido ao fato de ser de difícil acesso em exames físicos, foi através de exames de tomografia computadorizada de feixe cônico que a avaliação tridimensional destes seios foi permitida e, consequentemente, possibilitou o estudo dessa estrutura complexa, permitindo também diferenciar com precisão o normal do patológico e fornecer informações sobre a influência de alguns fatores (por exemplo: sexo, tipo facial, classe esquelética do indivíduo e presença de septos) em seu volume. A pesquisa trouxe à comunidade, dados atualizados sobre esta estrutura, trazendo inovação à ciência e visa, assim, estimular no cirurgião-dentista e no radiologista uma avaliação criteriosa dos seios paranasais, quando estes estiverem compreendidos dentro do exame de tomografia”, explica.

Desenvolveram este mesmo trabalho, os seguintes alunos de doutorado: Leonardo Vieira Peroni, Yuri Nejaim, Amanda Farias Gomes, Eliana Dantas da Costa e Carolina Vieira Valadares.

Para a Professora Anne, o prêmio é importante, pois mostra que a Radiologia Odontológica brasileira também está atenta ao controle das doses da Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico, especialmente para crianças e adolescentes, que são sabidamente mais sensíveis a radiação. “Fiquei muito satisfeita por ter conseguido trazer para um congresso clínico um assunto que está sendo amplamente discutido no meio científico, principalmente fora do Brasil”, conta.

O estudo é decorrente de um período de pouco mais de um ano, em que a Professora Anne trabalhou na França, a convite da Universidade Paris Descartes. A pesquisa é decorrente de um projeto Europeu multicêntrico chamado DIMITRA – coordenado pela professora Reinhilde Jacobs da Universidade Católica de Leuven na Bélgica – cujo objetivo principal é a otimização das doses pediátricas em Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico, ou seja, a elaboração de estratégias para redução da dose de radiação para crianças e adolescentes. O trabalho mostrou que é possível definir protocolos que reduzam a dose para esse público, mantendo-se a qualidade de imagem aceitável. Também participaram como coautores: Reinhilde Jacobs, Ruben Pauwels, Andreas Stratis (Universidade Católica de Leuven) e Benjamin Salmon (Universidade Paris Descartes).

                                                                                      

voltar ao topo