Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

.

FOP realiza 1ª defesa de doutorado com cotutela internacional Destaque

FOP realiza 1ª defesa de doutorado com cotutela internacional

No dia 01/09/2017, uma defesa de tese vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Estomatopatologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) oficializou a primeira defesa de tese de doutorado com cotutela internacional (dupla titulação) da FOP. O estudo “O papel de fibroblastos associados ao câncer no carcinoma epidermóide oral: marcador prognóstico, secreção de vesículas extracelulares promovendo a invasão tumoral e associação com a expressão de rock2” foi defendido pelo cirurgião-dentista Maurício da Rocha Dourado, sob a orientação compartilhada do professor Ricardo Della Coletta, da área de Patologia da FOP, e da professora Tuula Salo, da Unidade de Pesquisa em Câncer e Medicina Translacional da Faculdade de Medicina da Universidade de Oulu, Finlândia.

DSC 8961 01O acordo original de cotutela junto à Faculdade de Medicina da Universidade de Oulu, na Finlândia, oficializado em 2016, foi firmado por iniciativa da equipe do Programa de Pós-Graduação em Estomatopatologia (PPG-E) da FOP. O convênio envolveu uma série de formalizações procedimentais e documentais, para atender os requisitos mínimos de obtenção do título de Doutor nas duas Instituições de Ensino Superior envolvidas nesta iniciativa. O documento estabelece critérios como a conclusão de disciplinas e estágios obrigatórios, bem como as dinâmicas da defesa púbica da tese, em língua Inglesa, nos dois centros acadêmicos.

Maurício Dourado disse que se sente privilegiado pela experiência de ter trabalhado em dois excelentes centros de pesquisa e com dois orientadores que estão entre os melhores pesquisadores das suas áreas. “Estive na Universidade de Oulu por 12 meses por meio do PDSE/CAPES, e, após a assinatura dos acordos de dupla titulação com a FOP, pude ficar por mais seis meses com apoio financeiro do Medical Research Center da Universidade Finlandesa, momento em que tive a oportunidade de participar de disciplinas e cursos na pós-graduação da Instituição. Sinto orgulho de pertencer à FOP, que foi onde tive as melhores oportunidades e de onde surgiu a possibilidade da dupla titulação, e me sinto honrado em abrir os caminhos para este modelo de formação que é, sem dúvida, indispensável para a internacionalização da ciência e das Instituições”.

A tese de doutorado, desenvolvida no Brasil, no laboratório de Biologia Celular e Molecular do Departamento de Diagnóstico Oral da FOP-Unicamp, teve seu foco no estudo do papel de fibroblastos associados ao câncer no microambiente tumoral do carcinoma espinocelular oral. A pesquisa concluiu que esse subtipo celular específico, quando presente em alta densidade em carcinomas orais, está relacionado à uma pior sobrevida do paciente e à recorrência do tumor em menor período de tempo. Ainda, constatou-se por meio de estudos in vitro que, vesículas extracelulares secretadas por estes fibroblastos podem intensificar fenótipos de invasão e migração tumoral em linhagens celulares de carcinoma espinocelular oral. O estudo pode ter impacto clínico no futuro, uma vez que identificamos um importante papel dos fibroblastos associados ao câncer na progressão tumoral e no desfecho clínico, explica Maurício Dourado.

O programa de cotutela internacional é parte das estratégias de internacionalização implementada pelo Programa de Pós-Graduação em Estomatopatologia. As colaborações com pesquisadores de excelência internacional permitem o desenvolvimento de pesquisas de elevado impacto científico, como ilustrado pela tese defendida por Mauricio Dourado. Nos últimos anos a importância da internacionalização na educação de nível superior e na pesquisa científica se tornou chave para um país que almeja um reconhecimento e uma maior participação no bloco das grandes nações mundiais. Na verdade, como menciona Prof. Coletta, o investimento em ciência é o caminho mais curto para o crescimento intelectual, social e econômico do país.

voltar ao topo