Menu

.

FOP-Unicamp

Comissão dos Cursos e Serviços de Extensão

A+ A A-

PERÍCIAS JUDICIAIS E AD HOC

Coordenador: Prof. Dr. Luiz Francesquini Júnior


  • Período de inscrição: 15/09/2017 a 18/02/2018
  • Número de vagas: 12
  • Data limite para entrega da documentação: 21/02/2018
  • Início: 01/03/2018
  • Término: 08/06/2018
  • Valor: R$ 2.400,00 à vista ou 4 parcelas de R$ 600,00 ou 6 parcelas de R$ 400,00 através de boleto bancário com 1° vencimento em 22/02/2018

Documentos necessários para matrícula:

  • Ficha de inscrição com termo de compromisso assinado (favor não assinar em testemunhas);
  • 01 (uma) foto 3x4;
  • 01 cópia dos seguintes documentos:
    • CPF;
    • RG (frente e verso na mesma folha);
    • OBS: Não será aceito qualquer documento de identificação tais como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Classe, Carteira de trabalho, etc.

    • Diploma de graduação (frente x verso) - caso não esteja em posse do diploma, será aceita provisoriamente a declaração de conclusão da graduação.

  • Obs.: Matrícula para alunos estrangeiros (Clique aqui)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

- FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA SOBRE PERÍCIAS E PERITOS;
- PROCESSO DE HABILITAÇÃO JUNTO AOS FÓRUNS;
- ENTENDIMENTO DAS PRINCIPAIS FASES PROCESSUAIS;
- ELABORAÇÃO DE DOCUMENTOS ODONTO-LEGAIS;
- PRÁTICA PERICIAL CIVIL, CRIMINAL E TRABALHISTA,COM DISCUSSÃO DA CASUÍSTICA FORENSE.
 

OBJETIVOS

CAPACITAR O CIRURGIÃO-DENTISTA E DEMAIS PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE A REALIZAR PERÍCIAS JUDICIAIS COMO PERITO OFICIAL E PERITO "AD HOC".

 

BIBLIOGRAFIA

AFFONSO JÚNIOR, C. M. Acidentes de trabalho. Jus Navigandi, v. 4, n.45, set., 2000. Disponível em: <http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=1211>. Acesso em: 19 set. 2005.
 
ALANKO, K. et al. Occupational skin diseases among dental nurses. Contact Dermatitis, v.  50, n. 2, p. 77-82, 2004.
 
ALCÂNTARA, H. R. Perícia Médica Judicial. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
 
ALCÂNTARA, H. R. Toxicologia Clínica e Forense. 2. ed. São Paulo: Andrei, 1985.
 
ANDRADE, M. Dores do Ofício. Rev. Assoc. Bras. Odontol. São Paulo, v. 8, n. 1, p. 8-10, 2000.
 
BAR-SELA, S. et al. Medical findings in nickel-cadmium battery workers. Isr J Med Sci, v. 28, n. 8-9, p. 578-83, 1992.
 
BELLUSCI, S. M. Doenças profissionais ou do trabalho. 2. ed. São Paulo: Senac, 1999.
 
BRASIL. Ministério da Saúde do Brasil. Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil. Doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde. Brasília: Ministério da Saúde do Brasil; 2001. 580 p. (Série A. Normas e Manuais Técnicos; n.114).
 
BRASIL. Ministério da Saúde do Brasil. Representação no Brasil da OPAS/OMS. Doenças relacionadas ao trabalho: Manual de Procedimentos para os Serviços de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde do Brasil. Editora MS, 2001.
 
BRANDIMILLER, P. A. Perícia Judicial: em acidentes e doenças do trabalho. São Paulo: Senac, 1996.
 
BRINÕN, E. N. Lesiones e Iatrogenias en Odontologia Legal. Buenos Aires: Cathedra Júridica, 2006.
 
CARNEIRO, S. C. et al. Occupational stress among Brazilian Oral – Maxillofacial Surgeons. Med. Oral Patol Oral Cir Bucal, v. 14, n. 12, p. 646-9, 2009.
 
CERULLI, G. et al. Os ferimentos crânio faciais relacionados com futebol. J Craniofac Surg, v. 13, n. 5, p. 627-30, 2002.
 
COLLEOLI, N. et al Ruídos industriais, perturbações auditivas e sua profilaxia. Rev. Bras. de Saúde Ocupacional, v. 36, p. 77-80, 1981.
 
DIB FILHO, E. Perícias trabalhistas odontológicas - Aspectos éticos e legais. 2006. Monografia (Graduação em Odontologia) – Faculdade de Odontologia, São Leopoldo Mandic, Campinas, 2006.
 
DOUCERON, H, et al. Long-lasting postmortem viability of human immunodeficiency vírus, a potencial risk in forensic medicine practice natural disasters, corpses and the risk of infectious diseases. Forensic Sci Int, v. 60, n. 1-2, p. 61-6, 1993.
 
FRANÇA, G. V. Medicina Legal. 12. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.
 
GARBIN, C. A. S; SALIBA, O; GONÇALVES, P. E. Síndrome de Burnout: o estresse do CD moderno. Rev.Assoc.Paul.Cir.Dent, v. 60, n. 2, p. 131-3, 2006.
 
GASNEER, R. et al.  . Moutainbiking a dangerous sport: comparasion with bicycling on oral and maxillofacial trauma. Int. J. Oral Maxillofac. Surg, v. 28, n. 3, p. 188-91, 1999.
 
GASSNER, R. et al. Prevalence of dental trauma in 6000 patients with facial injuries: implications for prevention. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod, v. 87, n. 1, p. 27-33, 1999.
 
GHASEMI, J. M. et al. Latex gloves allergy in dental workers, Iran. Pak J. Biol Sci, v. 10, n. 7, p. 1068-72, 2007.
 
GOPALAKRISHNA, G; PEEK-ASA, C; KRAUS, J. F.  Epidemiology features of facial injuries among motorcyclists. Ann Emerg.Med, v. 3, n. 4, p. 425-30, 1998.
 
GOZZO, A. Verificação do grau de conhecimento dos CDs da cidade de rio das Pedras-SP e região, sobre traumatologia da face de interesse na Odontologia do Trabalho. Monografia (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, São Leopoldo Mandic, Campinas, 2006.
 
HACH, I. O. et al. Maxillofacial trauma related to work acidents: a new concept of a hospital-based full eletronic occupatioonal trauma serveillance system. Occup Med (Lond), v. 52, n. 1, p. 45-8, 2002.
 
HENRY, K. et al. Recovery of HIV at autopsy natural disasters corpses and the risk of infectious diseases. N Engl J Med, v. 321, n. 26, p. 1833-4, 1989.
 
HENRY, K, et al. Recovery of HIV at autopsy natural disasters corpses and the risk of infectious diseases. N Engl J Med, v. 321, n. 26, p. 1833-4, 1989.
 
HILL, C. M. et al.  A one-year review of maxillofacial sports injuries treated at an accident and emergency department. Br J Oral maxillofac. Surg, v. 36, n. 1, p. 44-47, 1998.
 
HUELKE, D. F; MOORE, J. L; OSTROM, M. Air bag injuries and occupant protection. J.Trauma, v. 33, n. 6, p. 894-8, 1992.
 
ILZUKA, T; RANDELL, T; GUVEN, O; LINDQVIST, C. Maxillofacial fractures related to work accidents. J. Craniomaxillofac Surg, v. 18, n. 6, p. 255-9, 1990.
 
LICDA, G. E. S. Z. The new dilemma in labor Law: psycological and moral harassment at work. Med. Leg. Costa Rica, v. 22, n. 2, p. 1-16, 2005.
 
LOPES, A; GENOVESE W. J. Doenças profissionais do Cirurgião-Dentista. São Paulo: Pancast Editorial, 1991.
 
LOREZONI, J. A; MORAES, C. J. Traumatismos faciais - revisão de 124 casos. Saúde, v. 15, n. 1 e 2, p. 97-104, 1989.
 
MALCOLM, D; PAUL, E. Erosion of the teeth due to sulphuric acid in the battery industry British. Journal of Indl. Medicine, v. 18, p. 63-9, 1961.
 
MARKUS, G. Manual Prático de Medicina Legal (Judiciária). São Paulo: Sugestões Literárias, 1976.
 
MAZZILLI, L. E. N. Odontologia do Trabalho. São Paulo: Santos; 2003.
 
MENDES, R. Patologia do Trabalho. 2.ed. São Paulo: Atheneu, 2005. 1 v.
 
MENEZES, J. S. R; PAULINO, N. J. A. Sobre acidente do trabalho incapacidade e invalidez. São Paulo: LTR, 2002.
 
MURPHY JR, R. X, et. al. The influence of airbag and retraining devices on the patterns of facial trauma in motor vehice collisions. Plast Reconstr.Surg, v. 105, n. 2, p. 516-20, 2000.
 
NYBERG, M; SUNI, J; HALTIA, M. Isolation of human immunodeficiency virus (HIV) at autopsy one to six days post mortem natural disasters, corpses and the risk of infectious diseases. Am J. Clin.Pathol, v. 94, n. 4, p. 422-5, 1990.
 
OLIVEIRA, J. R; SLAVUTZKY, S. M. B. A síndrome de burnout nos cirurgiões dentistas de Porto Alegre, RS. Rev Fac Odontol Porto Alegre, v. 42, n. 2, p. 45-50, 2001.
 
PEDROTTI, I. A. Doenças Profissionais ou do Trabalho. 2. ed. São Paulo: Universitária de Direito, 1998.
 
PÉREZ, J. A. Efectos de las enfermedades y secuelas con la profesión. Med. Leg Costa Rica, v.17, n. 2, p. 1-6, 2001.
 
PETERSEN, P. E; GORMSEN, C. Oral conditions among german battery factory workers. Community Dental Oral Epidemiol, v. 19, n. 2, p. 104-6, 1991.
 
PETERSEN, P E; HENMAR, P. Oral conditions among workers in the Danish Granite industry. Scand J. Work Environ Health, v. 14, n. 5, p. 328-31, 1988.
 
RAMAZZINI, B. As doenças dos trabalhadores. 3. ed. São Paulo: Fundacentro, 2000.
 
ROBIN, J. G. Effects of noise made by the dental turbine drill. Dent. Practioner, v. 10, p. 141-52, 1960.
 
RODRIGUES, A. A. Doenças bucais que afetam os trabalhadores – aspectos éticos e legais. Monografia (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, São Leopoldo Mandic, Campinas, 2006.
 
SANTANA, V. et al. Acidentes de trabalho não fatais: diferenças de gênero e tipo de contrato de trabalho. Cad Saúde Pública, v. 19, n. 2, p. 481-93, 2003.
 
SAVAGE, S. R; FULMER, R. S; STEVENS, T. Stress coping skills for the dental profession. J Tenn Dent Assoc, v. 63, n. 3, p. 44-6, 1983.
 
SZYMANSKA, J.  Disorders of the musculoskeletal system among dentists from the aspect of ergonomics and prophylaxis. Ann Agric Environ Med, v. 9, p. 169-173, 2002.
 
TEIXEIRA, K. C. P. M. Estresse e suas consequências no ambiente do trabalho. Monografia. (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, São Leopoldo Mandic, Campinas, 2007.
 
THORETTE, C; et al. Pulmonary disease in dental – laboratory technicians. Rev. Mal. Respir, v. 23, n. suppl.2, p. 4S7 – 4S16, 2006.
 
TULI, T. et al. Dentofacial trauma in sport accidents. Gen Dent, v. 50, n. 3, p. 274-9, 2002.
 
TUOMINEN, M. L. et al. Tooth surface loss and exposure to organic and inorganic acid fumes in workplace air. Community Dent Oral Epidemiol, v. 19, n. 4, p. 217-20, 1991.
 
VANRELL, J. P. Odontologia Legal e Antropologia Forense. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
 
VANRELL, J. P; BORBOREMA, M. L. Vademecum de Medicina e Odontologia Legal. 2. ed. São Paulo: JH Mizuno, 2011.
 
VASCONCELLOS, I. C. Estresse profissional. Rev Brás Odontol, v. 59, n. 1, p. 6-7, 2002.
 
WIKTORSSON, A. M; ZIMMERMAN, M; ANGMAR-MANSSON, B. Erosive tooth wear: prevalence and severity in Swedish Winetasters. Eur J  Oral Sci. Sweden, v. 105, p. 544-550, 1997.

 

 

 

 

 

 

voltar ao topo

Extensão Cursos