Logo
Imprimir esta página

Aplicação das ciências "ômicas" no conhecimento dos processos patológicos e regenerativos.

 

 

Projeto 1:

  • Docentes/Pesquisadores Participantes: Karina Gonzales Silvério Ruiz (coordenadora), Renato Correa Viana Casarin, Francisco Humberto Nociti Junior, Brenda Paula Figueiredo Almeida Gomes, Denise Carleto Andia, Altair Antoninha Del Bel Cury.
 
As doenças inflamatórias crônicas que acometem os tecidos periodontais e endodônticos estão entre as mais prevalentes doenças infecciosas, constituindo-se na principal causa de perda dental com implicação significativa ao nível de saúde pública. Nos últimos 15 anos, os avanços no conhecimento da etiologia e do processo de cicatrização das lesões periodontais e endodônticas são decorrentes de pesquisas laboratorias e clínicas, envolvendo metodologias que proporcionaram uma melhor compreensão dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos tanto nos processos patológicos, como de regeneração tecidual. Nesse contexto, os dados em larga escala de sequências de DNA, RNA, proteínas e outros metabólitos tem possibilitado a ampliação dos conhecimentos no campo da microbiologia, da imunologia e dos processos biológicos envolvidos na formação e regeneração dos tecidos dentais. Portanto, esse projeto de pesquisa objetiva aplicar as tecnologias de larga escala para: 1) estabelecer novas ferramentas de diagnóstico para as doenças periodontais agressivas e para pacientes que não respondem a terapia endodôntica, 2) definir o microbioma envolvido nas lesões endodônticas-periodontais, 3) descrever as assinaturas de expressão gênica e proteica dos tecidos/células periodontais, 4) identificar moléculas chaves no controle da formação das estruturas periodontais, e 5) aplicar os conhecimentos adquiridos nos objetivos anteriores, de forma a definir novas abordagens terapêuticas para promover a reconstrução dos tecidos periodontais e endodônticos. Vale ressaltar que, dentro dessa temática, o PPGCO já possui intercâmbios com instituições estrangeiras com financiamentos à pesquisa vigentes tais como: 1)Acordo de Cooperação – University of Birminghan & University of Nottinghan (Processo FAPESP # 2017/07944-5) e 2) chamada OSU (Ohio State University) / Fapesp (Processos # 2015/50248-4 e # 2015/50264-0).

Itens relacionados (por tag)

© 2006-2022 Faculdade De Odontologia de Piracicaba Desenvolvido pela DTi-FOP.