uec fopFaculdade de Odontologia de Piracicaba

Coordenadoria de Pós-Graduação

 

print banner top

Avaliação das características clínicas, microscópicas e moleculares das neoplasias malignas de boca

 

Projeto 1:

  • Docentes/Pesquisadores Participantes: Marcio Ajudarte Lopes (coordenador), Alan Roger dos Santos Silva, Pablo Agustin Vargas, Adriana Franco Paes Leme, Felipe Paiva Fonseca, Manoela Domingues Martins, Oslei Paes de Almeida, Edgard Graner, Jacks Jorge Junior.

Em colaboração com a Universidade  de Sheffield  - Reino Unido Sub projeto 1 Microambiente tumoral em câncer oral metastático O objetivo geral deste estudo é determinar o papel do microambiente tumoral em relação  aos depósitos intranodais  do carcinoma espinocelular  oral (CECO) metastático  e correlacionar  as  mudanças no estroma  com metástase  e invasão  extracapsular (IEC). Embora avanços tenham ocorrido em relação ao entendimento do CECO, a biologia da IEC ECS é pobremente entendida e pouco se sabe dos mecanismos pelos quais as células tumorais metastáticas se disseminam e infiltram  além da cápsula do linfonodo e o diagnóstico é possível somente ser identificado no material  do esvaziamento  do pescoço. Mesmo com os exames de imagens de alta resolução,  acurácia imagenológica pré-operatória,  o diagnóstico da IEC não tem melhorado, com os resultados  de 33% de falso-negative. Portanto,  melhor entendimento do processo biológico envolvido em metástase  e IEC poderia  contribuir  para  identificar  potenciais  biomarcadores  de  diagnóstico  melhorando consequentemente o tratamento  e prognóstico. Sub projeto 2 Vesículas  extracelulares derivadas  de fibroblastos  senescentes  Sub projeto 3:  Expressão  de proteínas  plunc/bpif e fusão dos produtos MECT1- MAML2 em células  de carcinoma mucoepidermóide. Projeto 2 - Em colaboração com a Universidade  de Michigan - EUA Projeto 3 - Em colaboração com a Universidade  de Pretória  - África  do Sul O objetivo deste trabalho é descrever  o grau de acometimento dos efeitos colaterais  em boca nos pacientes  HIV positivos  com CCP tratados  por RDT.  Será  investigada  a relação  entre  as  toxicidades  provindas  do tratamento,  a sobrevida dos pacientes,  presença de HPV, carga viral, contagem de linfócitos CD4 e o uso da Terapia  Antirretroviral Altamente Ativa (HAART).  Os prontuários médicos/odontológicos dos pacientes HIV positivos com diagnóstico de CCP submetidos à RDT no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP)  e no Steve Biko Academic Hospital (University  of Pretoria)  serão retrospectivamente selecionados e avaliados. 

 

Lido 1510 vezes