Logo
Imprimir esta página

Estudos laboratoriais, observacionais e clínicos em saúde bucal 

ATENÇÃO - EDITAIS ABERTOS - DOUTORADO SANDUÍCHE 

 

Projeto 2: 

  • Docentes/Pesquisadores Participantes: Marinês Nobre Dos Santos Uchôa (coordenador); Altair Antoninha Del Bel Cury; Ana Lúcia Tasca Gois Ruiz; Antonio Carlos Pereira; Antônio Pedro Ricomini Filho; Carolina Steiner Oliveira Alarcon; Cinthia Pereira Machado Tabchoury; Fabio Luiz Mialhe; Fernanda Klein Marcondes; Fernanda Miori Pascon; Francisco Carlos Groppo; Glaucia Maria Bovi Anbrosano; Jaime Aparecido Cury; Janaina De Cassia Orlandi Sardi; João Ernesto De Carvalho; Karina Cogo Müller; Karine Laura Cortellazzi Mendes; Luciane Miranda Guerra; Marcelo De Castro Meneghim; Marcelo Franchin; Maria Beatriz Duarte Gavião; Maria Da Luz Rosario De Sousa; Marta Cristina Teixeira Duarte; Mary Ann Foglio; Michelle Franz Montan Braga Leite; Paula Midori Castelo Ferrua; Pedro Luiz Rosalen; Regina Maria Puppin Rontani.

As mudanças epidemiológicas, relacionadas à saúde bucal ocorridas no Brasil e no mundo nos últimos 20  anos, são decorrentes de pesquisas laboratoriais, observacionais e clínicas que possibilitaram o emprego e desenvolvimento de metodologias para implantação de estratégias para promoção da saúde bucal, comparabilidade de intervenções,  transferência de tecnologia e o aperfeiçoamento da pesquisa translacional. Isto permitiu mudanças no processo de trabalho que melhoraram tanto no contexto populacional como no individual. O Brasil é um país de dimensões continentais e renda média, com um sistema público de saúde universal que financia a oferta de serviços, o que o torna objeto de estudo muito relevante para os intercâmbios internacionais. A grande heterogeneidade brasileira em termos epidemiológicos, de IDH e de vulnerabilidade social colocam também desafios e entraves que podem ser melhor enfrentados pela colaboração em pesquisa internacional.  Singularidades culturais e a diversidade social brasileira, assim como o pioneirismo brasileiro em relação às intervenções de promoção e prevenção em relação a alguns agravos (ex.: DST/AIDS, tabagismo, cárie dentária, doença peridontal, etc.) tornam o Brasil um parceiro com grande potencial para consolidar parcerias internacionais. Neste contexto, a Unicamp já tem experiência em intercâmbios internacionais vinculados à temática. Este projeto de pesquisa objetiva desenvolver políticas públicas e vigilância sanitária para educação e promoção de saúde bucal. São também objetivos deste projeto de pesquisa realizar estudos de intervenção desde a área básica até a área clínica.  Os estudos compreenderão a avaliação da possível relação entre aspectos nutricionais e condições bucais, aspectos morfológicos e funcionais do sistema mastigatório e a possível relação com condições sistêmicas, assim como da cárie precoce na infância. Os efeitos destes aspectos na qualidade de vida da população serão considerados. Em decorrência das metodologias laboratoriais, observacionais e clínicas, este projeto tem como metas a geração de novos conhecimentos, transferência de tecnologias e geração de patentes, o que poderá proporcionar benefícios à população

© 2006-2022 Faculdade De Odontologia de Piracicaba Desenvolvido pela DTi-FOP.