Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

-

Aluna da FOP vence competição de pesquisa mais importante do mundo para jovens pesquisadores na área odontológica Destaque

Aluna Mabelle recebendo prêmio da presidente do IADR e representante da Unilever International Aluna Mabelle recebendo prêmio da presidente do IADR e representante da Unilever International

Mabelle de Freitas Monteiro concorreu com 57 pesquisadores, representantes de 31 sessões da IADR de diferentes países, inclusive dos Estados Unidos

whatsapp image 2019 06 25 at 20.52.15 1A cirurgiã dentista Mabelle de Freitas Monteiro, da pós-graduação da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp, conquistou o primeiro lugar, na categoria pesquisa clínica, do Prêmio Hatton na IADR (International Association for Dental Research). O encontro anual do IADR é o maior Congresso de Odontologia do Mundo, e este ano foi realizado no Centro de Convenções de Vancouver, em Vancouver, BC, Canadá, entre os dias 19 e 22 de junho de 2019. A pesquisa intitulada “Resilience to microbial shift in children from periodontitis parents”, teve a orientação do Professor da área de Periodontia, Renato Corrêa Viana Casarin. 

O IADR Unilever Hatton Competition and Award é uma competição com o objetivo de promover os melhores jovens pesquisadores das diversas áreas da odontologia das divisões do IADR. Foram 58 concorrentes de 31 divisões do IADR que competiram este ano. Competiram pessoas de diferentes instituições de todo o mundo e a aluna Mabelle de Freitas Monteiro, da pós-graduação da FOP-UNICAMP, conquistou o primeiro lugar na categoria pesquisa clínica.

Para participar desta competição, os jovens pesquisadores deveriam ser pré-selecionados dentro de cada divisão do IADR, e o estudo deveria ser fruto de uma pesquisa desenvolvida no mestrado/doutorado ou em até 3 anos de obtenção de título de doutor. No Brasil os participantes foram selecionados pela SBPqO (a divisão brasileira do IADR). Dentre participantes do Brasil inteiro, a SBPqO selecionou, em setembro de 2018, dois pesquisadores para competir no IADR: a aluna Mabelle de Freitas Monteiro (que competiu na categoria de pesquisa clínica) e o aluno Henrique Abdalla (que competiu na área de ciência básica), ambos da FOP.

Nos últimos quinze anos apenas duas pessoas no Brasil foram agraciadas com o prêmio: Luciana Branco de Almeida, da FOP, ganhou o primeiro lugar em pesquisa de ciência básica em 2011 e Juliana Delben, da UNESP-Araraquara, ganhou o segundo lugar em pesquisa de ciência básica em 2015.

A tese defendida por Mabelle demonstrou que as bactérias presentes na boca dos pais são determinantes na colonização oral de seus filhos e sugere que a condição periodontal das crianças é diretamente influenciada pela saúde periodontal dos pais. “É possível verificar que os casos de doença periodontal se acumulam dentro de uma mesma família. Ao avaliarmos o histórico familiar de uma pessoa que tem a doença periodontal severa, podemos observar que o pai desse indivíduo pode apresentar a doença, assim como o avô, o primo, o filho e, assim sucessivamente. Ou seja, o fato de os pais terem a doença pode gerar uma maior chance de seu filho também a desenvolver em função do acúmulo de fatores de suscetibilidade desde a infância”, revela a cirurgiã dentista Mabelle de Freitas Monteiro.

 

Além do prêmio recebido por Mabelle, a FOP teve participação relevante no IADR. O professor Jaime Cury recebeu o Prêmio William H. Bowen Research in Dental Caries Award, em reconhecimento aos trabalhos realizados na área de cariologia. O professor Renato Casarin foi finalista no prêmio Joseph Lister Award e os alunos Adaias Matos e Caroline Dini, orientados pelo professor Valentim Barão, foram finalistas do prêmio Arthur Frechette Award do grupo de prótese do congresso. O professor Yuri Martins Costa recebeu o prêmio “INFORM Young Investigator Award”. Tal premiação indica um reconhecimento da qualidade e do alto impacto da pesquisa no cenário internacional. 

Galeria de Imagens

voltar ao topo