Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

-

Resultado coletivo é mais eficaz, alunos promovendo saúde bucal em projetos de extensão Destaque

Resultado coletivo é mais eficaz, alunos promovendo saúde bucal em projetos de extensão

Quando diferentes indivíduos unem suas forças, habilidades, talentos e capacidades para produzir algo, o resultado coletivo é mais eficaz e surpreendente. 

A coordenadora Profa. Dra. Dagmar de Paula Queluz e sua equipe desenvolvem atividades inseridas no “Programa Educativo Preventivo em Saúde Bucal” da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – UNICAMP.

Devemos lembrar que a Promoção da Saúde é uma estratégia de articulação transversal, integrada, inter e intra-setorial, visando à criação de mecanismos que reduzam as situações de vulnerabilidade, respeitando as diferenças entre necessidades, territórios e culturas presentes no nosso país, defendendo radicalmente a equidade, e incorporando a participação e o controle social na gestão das políticas públicas compondo redes de compromisso e corresponsabilidade.

A intersetorialidade corresponde a uma nova forma de governar, de trabalhar e de construir políticas públicas, que pretende possibilitar a superação da fragmentação dos conhecimentos e das estruturas sociais para produzir efeitos mais significativos na saúde da população.

A pesquisa no ensino médio (PIBIC EM), na graduação (PIBIC) e na pós-graduação (Mestrado e Doutorado) pode ser um caminho para a autonomia intelectual do jovem, que passa a ter a possibilidade real de exercer sua criatividade e de construir um raciocínio crítico. Além disso, a pesquisa pode proporcionar, ao aluno, momentos de grande satisfação.

O alcance do universo social que atinge um projeto de extensão que envolve: “criança e adulto – família e escola – e a comunidade”, principalmente pelo esclarecimento, prevenção e erradicação da cárie dentária, bem como o amplo campo que se abre aos acadêmicos na integração Universidade – Comunidade. Resultados positivos neste projeto é importante, pois gera espaço para outras áreas do conhecimento.

Considerando o exposto anteriormente, relatamos algumas das atividades desenvolvidas por alunos de ensino médio, da graduação, da pós-graduação; bolsistas e voluntários; do “Programa Educativo Preventivo em Saúde Bucal” no período de dezembro 2018 a julho de 2019, com a colaboração de Kits de higiene bucal da Colgate:

  • Rio de Sorrisos”: experiência da participação de alunos de graduação e de pós-graduação em Odontologia, no projeto social, desenvolvendo ações de promoção e prevenção em saúde bucal através de atividades lúdicas, teatros e atendimento clínico. Além disso, proporcionar momentos de recreação para as crianças de 0 a 15 anos. Desenvolvida em 1 e 2 de dezembro de 2018, em uma cidade de pequeno porte.
  • Hospital Privado da região de Piracicaba”:

Atividades desenvolvidas com os colaboradores, através de palestras com auxílio de pós-graduando. Citando um tema: Prevenção de Câncer Bucal.

Atividades de prevenção em saúde bucal as parturientes (setor alojamento conjunto) e as crianças (setor da pediatria), e seus acompanhantes, desenvolvida semanalmente por alunos (ensino médio, graduação e pós-graduação).

  • Feira de Saúde”: atividades desenvolvidas, com a finalidade de beneficiar a população e ajudá-la a adotar um estilo de vida saudável, enfocando a educação em saúde bucal tão necessária e urgente.
  • Escolas de nível médio, nível fundamental, educação infantil”: atividades educativas e preventivas em saúde bucal, palestras/oficinas/seminários, com crianças e adolescentes.

Citando um local: atividades desenvolvidas no “Colégio Vivo de Piracicaba”.

A Educação Infantil é a primeira etapa da educação básica. Atende a crianças de zero a três anos (berçário e maternal) e de quatro a cinco anos (pré-escola ou Jardins). O ensino fundamental I é conhecido como anos iniciais, atendendo a faixa etária de 6 a 10 anos (primeiro ao quinto ano). O ensino fundamental II é chamado de anos finais e atende a faixa etária dos 11 aos 14 anos (6 ao 9 ano). Obs.: As idades podem variar, pois há crianças repetentes e crianças que os pais colocam um ano antes.

Destacamos que as pesquisas desenvolvidas pela equipe (alunos de nível médio/graduação/pós-graduação), são apresentadas e publicadas em congressos nacionais e internacionais, e em instituições públicas.

voltar ao topo