Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

-

Alunos do PIBIC-EM apresentam projetos para futuros candidatos

Alunos do PIBIC-EM apresentam projetos para futuros candidatos

Alunos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM), da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp, realizaram uma “Feira de Ciências” na tarde do dia 4 de dezembro. Os trabalhos desenvolvidos pelos alunos do 9o ano, nos últimos seis meses, foram apresentados para os futuros candidatos. Atualmente, o programa conta com 72 alunos, sendo que 14 já foram selecionados para continuar no projeto no próximo ano. A próxima turma terá início em agosto de 2020. “A Feira é uma forma de motivação para os alunos”, disse o coordenador do projeto na FOP, professor Miguem Morano Júnior.

Entre os projetos apresentados, destaca-se um trabalho desenvolvido pelos alunos: Jonas Henrique Martins, Jéferson Alves Silva e Flávio Murilo Alves, que investigou a eficiência de um trabalho voltado a Terapia Assistida por Animais (TAA). Trata-se de uma pesquisa que avaliou a eficácia do tratamento por cinoterapia – terapia realizada por cães. Foi utilizado como objeto de estudo, o trabalho desenvolvido pelo projeto “Cão panheiro” – projeto de cinoterapia composto por voluntários que realizam visitas em hospitais, instituições de amparo social e lugares nos quais a relação homem-animal proporciona uma sensação de bem-estar e alegria. Para as pessoas verem na prática como funciona, esteve na FOP as cachorras peludas Kira e Sansa. Assim como os demais cães do projeto, são educadas, sociáveis e adestradas, por isso, mesmo grandonas, ‘cabem’ até nos lugares mais inusitados - como em cima da cama de um hospital.

A diretora Escola Estadual Prof. Pedro Crem Filho, Marilda Dilio Furlan, disse estar grata com a contribuição do PIBIC-EM. “Nós agradecemos ao PIBIC-EM, que muito tem contribuído para a melhoria da qualidade de vida desses alunos, não só na parte escolar, mas também no enriquecimento como pessoa. Os jovens que estão inseridos nesse projeto fazem a diferença, tanto na escola como no dia a dia deles. É um projeto muito valioso, muito enriquecedor e só vem a contribuir para a escola pública”, avalia Furlan.

 

voltar ao topo