Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

-

Convênio Destaque

Convênio

Diretor da FOP recebe comitiva de professores da Universidade de La Frontera - Chile

O diretor da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp, professor Guilherme Elias Pessanha Henriques, recebeu a visita dos professores Fernando Romero Mejía, Erick Scheuermann Salinas e Maribel Parada, da Universidade de La Frontera, Chile, na manhã de quinta-feira (23), na sala de reuniões da diretoria. Os pesquisadores vieram por meio do convênio internacional, bilateral, formado pela FOP, representado pelo professor Pedro Luiz Rosalen, da área de Farmacologia, Anestesiologia e Terapêutica, pelo professor Severino Matias de Alencar, do departamento de Agroindústria, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo, com a Universidade de La Frontera, Chile. A professora Thais Maria Ferreira de Souza Vieira, da Esalq, também participou da reunião.

No dia 22, pela manhã, os professores estiveram na reitoria da Unicamp e foram recebidos pela pró-reitora de pesquisa, professora Gláucia Maria Pastore. Á tarde, estiveram na reitoria da USP, com o pró-reitor de pesquisa professor José Eduardo Krieger. Na quarta e na quinta-feira, estiveram na Esalq e na FOP, onde participaram de diversas reuniões para troca de conhecimentos sobre as pesquisas que estão sendo realizadas, entre as instituições, sobre frutas nativas brasileiras e fungos comestíveis, como cogumelo, por exemplo.

O convênio tem como objetivo a troca de conhecimento entre as instituições e trabalhar com frutas nativas brasileiras e fungos comestíveis. “Procuramos identificar nestas substâncias, não apenas fontes de nutrientes, proteínas, mas substâncias ativas que possam ajudar a saúde das pessoas ao longo da vida e envelhecer com qualidade de vida”, revela o professor Rosalen. Acrescenta ainda, que a ideia é fazer com que as frutas ganhem importância no cenário nacional, tanto para gerar uma fonte de trabalho, para plantarem essas frutas que estão acabando e, ao mesmo tempo, agregar valor econômico.

De acordo com o professor Salinas, essa troca de conhecimento tem sido uma experiência muito favorável para ambas instituições, uma vez que possibilita trazer estudantes da Universidade de La Frontera para a Esalq e a FOP. “Além disso, nos permite conhecer os potenciais que existem em ambas instituições, para que no futuro possamos seguir avançando em pesquisas, trocas de estudantes, no melhoramento dos problemas que afetam a nossa sociedade”, avalia.


 

voltar ao topo