Logo
Imprimir esta página

ANTROPOLOGIA FORENSE E ANATOMIA APLICADA

Coordenador: Prof. Dr. Felippe Bevilacqua Prado


  • Período de inscrição: 
  • Número de vagas: 20
  • Data limite para entrega da documentação: 
  • Início: 
  • Término: 
  • Valor: 

Documentos necessários para matrícula:

  • Ficha de inscrição com termo de compromisso assinado (favor não assinar em testemunhas);
  • 01 cópia dos seguintes documentos:
    • CPF;
    • RG (frente e verso na mesma folha);
    • OBS: Não será aceito qualquer documento de identificação tais como Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Classe, Carteira de trabalho, etc.

    • Diploma de graduação (frente x verso) - caso não esteja em posse do diploma, será aceita provisoriamente a declaração de conclusão da graduação.

  • Obs.: Matrícula para alunos estrangeiros (Clique aqui)

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

INTRODUÇÃO À ANTROPOLOGIA FORENSE: Histórico e objetivos. Identificação da espécie e estado da arte. Conceitos, classificação e análises.
ANATOMIA APLICADA – OSTEOLOGIA: Tecido ósseo. Anatomia de crânio, esqueleto axial e esqueleto apendicular. Variações esqueléticas (imaturos, fragmentações, número de indivíduos e identificação).
ANTROPOLOGIA DE CAMPO E TAFONOMIA: A escavação e suas fases. A arqueologia forense. Desastres de massa. A identificação dos restos humanos e contabilização do número mínimo de tempo decorrido desde a Morte; Noções de Entomologia Forense. 
AVALIAÇÃO DO PERFIL BIOLÓGICO: sexo, idade, estatura e ancestralidade.
ANÁLISE DOS TRAUMATISMOS ÓSSEOS: tipos e causas da morte. Ação contundente, ação corto-contundente, ação perfuro-contundente, e ação térmica.
IDENTIFICAÇÃO EM ANTROPOLOGIA FORENSE: reconhecimento x identificação; identificação pessoal em Antropologia Forense (no vivo e no cadáver) e outras ciências forenses; a patologia e variantes morfológicas; Reconstrução facial; admissibilidade da prova. ANTROPOLOGIA FORENSE EM DESASTRES DE MASSA: aplicação nos casos de DVI.
CONFECÇÃO DE LAUDOS: Tipos de laudos, despojos, antropológico, perfil biológico.
NOÇÕES GERAIS SOBRE METODOLOGIA CIENTÍFICA: pesquisa científica em bases de dados internacionais.
ÁREAS AFINS À ANTROPOLOGIA FORENSE E NOVAS TECNOLOGIAS: perspectivas futuras, tecnologias tridimensionais

 

OBJETIVOS

Fornecer os conhecimentos atualizados sobre a antropologia forense e anatomia aplicada, designadamente nas metodologias usadas na identificação e na avaliação da causa e circunstância da morte. Oferecer bases teóricas científicas e inovadoras que capacitem o profissional a assessorar práticas na área de Antropologia Forense; oferecer bases que o capacitem a inovar metodologias na área de Antropologia Forense

 

BIBLIOGRAFIA

Blau S. Ubelkaer D. Handbook of forensic Anthropology and archaeology. Walnut Creel. Left Coast Press. 2009.
Buikstra J, Ubelaker D. Standards for data collection from human skeletal remains. Proceedings of a Seminar at the Filed Museum of Natural History. Fayetteville, Arkansas (Arkansas Archaeological Survey Research Series; 44). 1994.
Couto RC. Perícias Em Medicina & Odontologia Legal.  Med Book Editora Cientifica LTDA, 2011.
Daruge E, Daruge Júnior E, e colaboradores. Tratado de Odontologia Legal e Deontologia. Grupo GEN, Editora Santos, 2017.
Kimmerlee E, Barybar JP. Skeletal trauma. Identification of injuries resulting from human rights abuse and armed conflicts. CRC Press Boca Raton. 2008.
Moore KL. Anatomia Orientada Para a Clínica. 7ª Edição. Editora: Guanabara Koogan - Grupo GEN, 2014.
Scheuer L, Black S. Developmental Juvenile Osteology. London. Academic Press. 2000.
Schmitt A, Cunha E, Pinheiro J. Forensic Anthropology and Medicine. Humana Press Editora, 2006.
White TD, Folkens PA. The human bone manual. AP Editora, 2004

 

 

 

@ 2006-2015 Faculdade De Odontologia de Piracicaba Desenvolvido pela DTi-FOP 2015.