Menu

Portal FOP - Unicamp

Av. Limeira, 901 - Bairro Areião
CEP: 13414-903 - Piracicaba - SP

-

Hip Hop como ferramenta de conexão e resgate social Destaque

Hip Hop como ferramenta de conexão e resgate social

Educador social fala de projeto que visa o resgate de pessoas da violência e das drogas

Dando continuidade às palestras do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp, na tarde de quarta-feira (21), o Educador Social Ubirajara Cristiano de Barros Sabino (Bira) falou de como a ação individual é capaz de mudar o coletivo e sua atuação junto à Casa de Cultura do Hip Hop de Piracicaba. O objetivo principal do trabalho é o resgate de pessoas da violência e das drogas.

O ciclo de palestras organizadas pelo CEP procura centrar em temas que tocam a questão humana e influenciam a rotina diária, mas não necessariamente apenas os aspectos teóricos da ética em pesquisa. Já participaram filósofos, religiosos, psicólogos e sociólogos que de alguma forma lidam com valores humanísticos ou humanitários.

Bira não só pensa sobre o assunto, ele coloca em prática os valores humanos. De acordo com ele, a cultura do Hip Hop é de resistência e luta. Contudo, o projeto desenvolvido pelo educador social agrega a essa temática, trabalho, mobilização, enquanto comunidade, visando o bem geral, além do Empoderamento da cultura negra.

Trata-se de unir competências, fazer conexões entre as pessoas que desejam aprender e se desenvolver com aqueles que podem ensinar. Com a capacidade de antever os desafios e pensar em sentido amplo, Bira agrega pessoas que têm um mesmo objetivo, o melhor para a comunidade.

Daí surgiu a ideia da Casa do Hip Hop abrigar diversos projetos que envolvem a comunidade, tais como: o Geladeiroteca, projeto que objetiva o incentivo à leitura - são minibibliotecas em geladeiras que não são mais utilizadas e são disponibilizadas em diferentes espaços da cidade; o Base 2, que oferece atividades educativas e esportiva do universo do skate. Também são oferecidas oficinas de dança, de Graffiti, de DJ, entre outras atividades. Todo trabalho é desenvolvido de forma voluntária e gratuita.

O trabalho já rendeu diversos frutos, como podem ser vislumbrados no esporte, com egressos da Casa do Hip Hop, que são expressões nacionais na capoeira e no futebol.

voltar ao topo